BlogEcar Seguros

Como ficar preparado e protegido de ataques cibernéticos?


por: Ecar Seguros

A revolução digital mudou totalmente o cenário corporativo.

De um lado, as empresas estão cada vez mais conectadas, abertas e têm um relacionamento mais longo e próximo com seus clientes. Entretanto, nem tudo é maravilhoso no mundo digital.

Os cibercriminosos também são cada vez mais frequentes, expandindo suas atuações, capacidades e sofisticação sem precedentes. Somando isso com um ambiente regulatório cada vez mais complexo, as empresas têm notado um aumento significativo no risco cibernético, independente de seus setores ou tamanhos.

Antigamente, as empresas observavam o risco cibernético da perspectiva interna, levando em consideração a integridade de seus próprios sistemas, dados, controles e processos.

Embora seja um fator relevante, também é preciso considerar outras áreas da resiliência cibernética, tais como a importância da preparação e resposta, serviços cibernéticos pré e pós-violação e como um Seguro Cyber Risk pode desempenhar um papel fundamental nessas horas, seja na perspectiva interna ou das partes interessadas, como fornecedores, distribuidores, clientes e funcionários.

Ou seja, apesar do foco da maioria das empresas ser a segurança cibernética, é preciso que sua empresa esteja preparada para possíveis ataques e respostas para as respectivas violações e incidentes.

Com a evolução dos hackers, os ataques estão se tornando cada vez mais comuns e o público está entendendo e aceitando a frequência deles; entretanto, a rapidez com que uma empresa responde o suposto ataque e é capaz de minimizar os impactos ao cliente é fundamental para a maneira que o público vê tal organização.

Os líderes empresariais querem garantir que estejam preparados em caso de incidente, por isso há duas categorias necessárias: a pré e pós-violação.

Enquanto os serviços de pré-violação se concentram em gerenciar o risco cibernético e o que pode ser feito para reduzir as vulnerabilidades, os serviços de pós-violação se referem às atividades necessárias quando uma empresa sofre o ataque cibernético.

Vale lembrar que as vulnerabilidades não são apenas dentro de sua empresa. Por exemplo, caso os fornecedores não utilizem a mesma diligência ou padrões, as vulnerabilidades serão estendidas na cadeia de suprimentos, algo que a empresa não pode resolver por falta de tempo e recursos.

Além da preparação, sua empresa pode estar reforçada por meio de uma apólice de seguro específica para tal risco, chamado Seguro Cyber Risk.

Apesar de ser vista como última medida, essa modalidade é um modo eficaz de transferência de riscos e garantia de variedade de serviços necessários para a resiliência cibernética.

É preciso um equilíbrio entre a empresa estar protegida e preparada. O equilíbrio garante os menores impactos e riscos de uma possível violação cibernética, algo que também precisa ser levada à sério, decorrente da Lei Geral de Proteção de Dados.

Para achar o melhor Seguro Cyber Risk do mercado, você pode entrar em contato com a Ecar Seguros.

Os nossos especialistas estão preparados para encontrar as melhores soluções para você, de acordo com seus recursos e necessidades.


Postado Por

Ecar Seguros
Fale Conosco pelo WhatsApp